Um GRÂO de ARROZ a MAIS no PRATO do POBBRE

29/06/2017 05:38

Um GRÃO de ARROZ a MAIS no PRATO do POBRE. 

 

Caso o governo resolvesse cortar todos os seus gastos SUNTUÀRIOS  com eventos, jantares, palácios para as autoridades, carros, passagens pagas pelo erário publico -  haveria – no mínimo - um GRÂO de ARROZ a MAIS no PRATO de CADA POBRE BRASILEIRO  Evidente que um GRÂO de ARROZ NÂO supriria as necessidades básicas do POBRE  e NÃO seriam satisfeitas condições mínimas de sobrevivência. Mas sobraria a lição de um REGIME REPUBLICANO AUSTERO e que prioriza a satisfação das necessidades básicas de sua população.

De outra parte as inteligências, as vontades e os sentimentos seriam vetorizadas  em relação aos desequilíbrios, perdas e desperdícios em ostentação anacrônica e ridícula que a classe dominante usa como arma. Arma  de ostentação anacrônica, desperdícios e perdas que essa classe dominante usa para marcar, ocupar e tripudiar no espaço público. Sinais mais do que evidentes de culturas decadentes e sem um projeto coletivo.

De outro lado sobraria o argumento do POPULISMO como arma na boca da classe dominante e da evidente dependência de um “patrão estatal benevolente”. No contraditório a ascensão da classe popular - e sua afirmação política, econômica e social – demonstraram, nas mais variadas circunstancias, culturas e países, a grande segurança, progresso e afirmação de países, de culturas e de tecnologias coerentes e apropriadas com a criatura humana.

 

Imagem https://haber.sol.org.tr/dunya/yalnizca-62-insan-dunyanin-en-yoksul-50sinin-toplam-servetine-sahip-142987

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10203854734806227&set=a.3584675712991.1073741826.1756223351&type=3&theater

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode