RUBENS um HUMANISTA do MANEIRISMO

16/02/2018 00:23

RUBENS um HUMANISTA do MANEIRISMO.

https://profciriosimon.blogspot.com.br/2018/02/226-estudos-de-arte.html

O MANEIRISMO é o período em que a CRIATURA HUMANA possui cada vez mais evidências de que NÃO é o CENTRO do UNIVERSO, NEM a MEDIDA de TODAS as COISAS e MUTO MENOS o seu DONO e PROPRIETÀRIO ÙNICO. As descobertas de GALILEU GALILEI(1564-1640) confirmam Copérnico. Diante destas evidências há um abalo das crenças, políticas e conhecimentos anteriores. No contraditório o HUMANISMO necessitou se reinventar com a MESMO VIGOR, porém em outras base.

As teorias de Renê DESCARTES(1595-1650) repõem a soberania humana a partir do PENSAMENTO. Na mesma direção se move a arte Giuseppe ARCIMBOLDO (1530-1593) Miguel Ângelo CARAVAGGIO (1573-1609) e Pedro Paulo RUBENS (1577-1640). Estes artistas reinstauram a FIGURA HUMANA com VIGOR e DETERMINAÇÂO centrando a sua obra neste PRIJETO. Os seus nomes e suas obras continuam como referência deste PERÍODO de passagem entre o RENASCIMENTO e o BARROCO.

Evidente NÂO é o TEMA da FIGURA HUMANA que FAZ a sua ARTE. Esta ARTE se situa no seu PROJETO, no seu PENSAMENTO, e na sua MENTALIDADE com que eles  EFRENTARAM este TEMA e criaram a sua OBRA. Neste aspecto são ORIGINAIS, ÚNICOS e IRREPETITIVOS. De outra parte levaram a sua OBRA com DETERMINAÇÂO até o FINAL das suas EXISTÊNCIAS e sem ARREPENDIMENTOS.

MANEIRISMO

https://profciriosimon.blogspot.com.br/2014_11_01_archive.html

GALILEU GALILEI

https://pt.wikipedia.org/wiki/Galileu_Galilei

RUBENS como HUMANISTA

https://www.faz.net/aktuell/feuilleton/kunst/rubens-im-frankfurter-staedel-15438809.html

https://www.staedelmuseum.de/de

 

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10204752203682388&set=a.3584675712991.1073741826.1756223351&type=3&theater

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode