QUANTO PIOR, MELHOR.

16/03/2014 05:15

QUANTO PIOR, MELHOR.  

Os extremos políticos, econômicos ou religiosos obedecem cegamente aos paradigmas únicos e que excluem e aniquilam os demais. Como instrumentos de intimidação de qualquer paradigma concorrente prometem, e mostram, sinais evidentes de  Armageddons no caminho da humanidade, quebras generalizadas ou apontam para o caos social existente aqui e agora. Porem estes extremistas - da esquerda e da direita radical - ficam mudas ou calam os seus próprios projetos que irão implantar depois do fim.  Quando estes desiludidos, raivosos e desmiolados chegam ao poder de fato todos sabem o que aconteceu reiteradamente no passado remoto e presente. Instauram a lei do mais forte e do esperto, e assim,  retornam para a ordem da Natureza implacável. As primeiras vítimas são os seus comparsas que sabem das  fragilidades e segredos destes extremistas.

O anarquista tem toda razão ao apontar a artificialidade do Estado. Falta-lhes qualquer projeto suficientemente coerente com a realidade que ele mesmo vive. Nesta confusão mental, política, social e econômica  ele busca todos os meios para aniquilar esta construção artificial. O anarquista sonha com o poder total e inquestionável, pois ele é o motor e o centro desta ruína. Ele é ÚNICO capaz de exercer o poder sobre tudo e todos no seu projeto subliminar e implacável sem lei sem ordem.

 

ARMAGEDDON

https://en.wikipedia.org/wiki/Armageddon

 

QUEBRA da BOLSA 1929

https://www.suapesquisa.com/pesquisa/crise_1929.htm

 

CAOS SOCIAL

https://www.anpocs.org.br/portal/publicacoes/rbcs_00_22/rbcs22_07.htm

 

ANARQUISMO

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anarquismo

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode