O TRIBUNALda RUA

06/05/2016 04:46

O TRIBUNAL da RUA.

Jamais Hitler teria chegado ao poder na Alemanha, Cristo e Sócrates não teriam sido condenados se  homem de rua, de massa e da multidão pensasse, refletisse e agisse de acordo com o hábito da integridade intelectual, moral e estético.

Constitui uma falácia astuta querer impingir como uma verdade absoluta “QUE a VOZ do POVO é a VOZ de DEUS”. Isto seria verdade se o DEUS é o FORMIGUEIRO de CLONES ABSOLUTAMENTE IGUAIS no seu nascer, pensar, sentir, agir e trabalhar até a morte.

O homem de rua, de massa ou da multidão, abdica do hábito da integridade intelectual e do seu livre arbítrio. Despojado desta capacidade crítica  ele nasce, pensa, sente, age e trabalha até a morte no meio, em função e para a MULTIDÃO.

                “Não se deve argumentar com todo mundo, nem praticar argumentação com o homem da rua, pois há gente com quem toda discussão tem por força que degenerar”        Aristóteles –Tópicos – [Penúltimo aforismo][1].

CLONES

https://andradetalis.wordpress.com/2013/04/26/clones/

CLONES na CIDADE de DEUS

https://www.youtube.com/watch?v=nYxvfSVJMOM

MULTIDÕES

https://imguol.com/blogs/68/files/2013/06/passeatas-glauco-72.jpg

CLONES na FICÇÃO NORTEAMERICANA

https://texugomaluco.blogspot.com.br/2015/03/super-amigos-super-clones.html

FACEBOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10202098559502942&set=a.10202098559222935.1073742822.1756223351&type=3&theater

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode