O INDIVÌDUO e a ÉPOCA PÓS-INDUSTRIAL.

27/11/2020 07:10

O INDIVÌDUO e a CIVILIZAÇÃO PÓS-INDUSTRIAL

 

 Superada a hegemonia da ERA INDUSTRIAL é necessário encontrar um LUGAR para o INDIVIDUO, o GÊNIO e o MITO da época da hegemonia das MÀQUINAS analógicas e matrizes da LINHA da PRODUÇÂO da INDÚSTRIA CULTURAL obsoleta. É algo mais profundo do que dessacralização da IMAGEM do IDIVÌDUO. Trata-se do SER HUMANO MITIFICADO, IDOLATRADO e VENERADO como a ESSÊNCIA e CENTRO da CIVILIZAÇÂO.

Uma medida do ARTISTA GENIO diante de qualquer CIVILIZAÇÃO foi enunciada nas ARTES VISUAIS quando Marcel DUCHAMP  discursou (1991, p.236) que:

“sob a aparência, estou tentado dizer sobre o disfarce, de um dos membros da raça humana, o indivíduo é de fato sozinho e único e no qual as características comuns a todos os indivíduos, tomados no conjunto, não possuem nenhuma relação com a explosão solitária de um indivíduo entregue a si mesmo”.

Este pensamento é de 1967 de uma palestra do artista numa universidade norte-americana. Esta concepção  constitui um caminho de outras narrativas históricas que se propõem  pesquisar, encontrar índices da proporção do INDIVÌDUO diante da ÉPOCA PÓS-INDUSTRIAL

Evidente que todo individuo busca a sua identidade, a quer reproduzir e projetar na sua sociedade. No entanto esta  EXPLOSÃO solitária ilumina momentaneamente a sua época e pode se projetar para além daqueles que lhe são próximos. Mas este LAMPEJO é passageiro e absorvido pela escuridão tornando a sua MEMÒRIA misteriosa. Mistério que é transformado em fonte de MITOS, NARRATIVAS e MEMÒÓRIAS intensamente exploradas econômica, política, cultura e socialmente pelas máquinas da ERA INDUSTRIAL.

Cabe à ÈPOCA da CIVILIZAÇÃO PÓS-INDUSTRIAL pesquisar, filtrar e atualizar as referências às OBRAS e aos PENSAMENTOS do INDIVÍDUO da ERA INDUSTRIAL a projetando este PATRIMÔNIO num FUTURO incerto e em novos suportes materiais.

Na imagem da obra de BANSKY do ano 2019 e  que ele denominou de “Croydon” (nome de um bairro londrino) estão presentes apenas vestígios deixado pelo HOMEM da ERA INDUSTRIAL deste bairro. O seu mentor, criador e proprietário já estão em outra parte e que se denomina, aqui, como ÉPOCA PÓS-INDUSTRIAL.,

DUCHAMP. Marcel O artista deve ir à universidade?” in SANOULLET, Michel. DUCHAMP DU SIGNE réunis et présentés par Michel Sanouillet Paris: Flammarrion, 1991, pp. 236-239

 

BANSKY na ITÁLIA

https://www.facebook.com/corrieredellaseravideos/364150558220679

 

Imagem: BANSKY “Croydon” 2019 in TRIONE, VIicenzo-  Corriere della Sera

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo/?fbid=1061342754314876&set=a.705103509938804

 

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode