O ESCRAVO NÃO SE LIBERTA a SI MESMO

06/11/2017 02:18

O ESCRAVO NÃO SE LIBERTA a SI MESMO.

Quem mergulha e submerge na HETERONOMIA da SERVIDÃO e da ESCRAVIDÃO NÃO se LIBERTA mais a SI MESMO.

A cômoda situação de NÃO SER CULPADO de NADA, faz esquecer e relegar para segundo plano todo trabalho, riscos e angústias da conquista e da manutenção da LIBERDADE e da AUTONOMIA,

O retorno para as leis implacáveis da NATUREZA cria uma dependência endógena e uma vontade de não contrariar o que está estabelecido. O SERVO e o ESCRAVO não  concebem e nem admitem que uma CIVILIZAÇÃO HUMANA é uma CONSTRUÇÃO ARTIFICIAL, VOLUNTÀRIA e ALTAMENTE  IMPROVÁVEL de se manter e de se reproduzir.

A grande barreira entre a LIBERDADE e a SERVIDÃO está na MÚLTIPLA, DOLORIDA e CONTINUADA escolha necessária para desobstruir e manter aberto os CAMINHOS da LIBERDADE e da AUTONOMIA. Evidente quem já definiu, e já está trilhando as sendas da LIBERDADE e da AUTONOMIA, NÃO há INTERESSE e nem energias para redimir o SERVO e o ESCRAVO e muito menos quem não quer ser resgatado.

 

PORTARIA DIFICULTA COMPROVAÇÃO de TRABALHO ANÁLOGO à ESCRAVIDÂO

https://veja.abril.com.br/economia/procuradoria-pedira-revogacao-da-portaria-sobre-trabalho-escravo/

O REGIME ESCRAVOCRATA LUSITANO aniquila QUALQUER ARTE

https://www.youtube.com/watch?v=ExvKr4jiGDk

 

Imagem;  Francis Auguste BIARD (1799-1882)  o Tráfego de Escravos

https://naofoinogrito.blogspot.com.br/2015/11/

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:The_Slave_Trade_by_Auguste_Francois_Biard.jpg

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10204363418643005&set=a.3584675712991.1073741826.1756223351&type=3&theater

 

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode