O DIREITO à INFORMAÇÂO

21/02/2022 08:26

 

 O DIREITO à INFORMAÇÃO.

 

NINGUÉM é OBRIGADO a PRODUZIR PROVAS CONTRA SI MESMO. Assim CABE-LHE o DIREITO à INFORMAÇÃO sobre SI MESMO.

O USO de um PSEUDÔNIMO - em vez do NOME PRÓPRIO - é um DESPISTE inerente ao  DIREITO à INFORMAÇÃO sobre SI MESMO..

Portugal manteve o BRASIL COLONIAL distante de qualquer olhar estrangeiro, ao longo de três séculos, usando este e outros despistes,,. Um poderoso rosário de fortalezas militares cercando as suas fronteiras dissuadia qualquer aventureiro de ter informações sobre se apropriar desta posse ciumentamente guardado sob sete chaves.  Os mapas eram modificados intencionalmente e sem imagens da terra afastava qualquer olhar e cobiça do BRASIL COLONIA;

Na atual rede de satélites isto é  inteiramente anacrônico. No contraditório o que se condena é o USO inadequado da INFORMAÇÃO sem contrato, sem respeito à integridade e sem à reversibilidade da prova.

 

Um VICE QUE NÂO SABE o QUE ESTÁ ACONTECENDO

https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2022/02/4984511-bolsonaro-a-mourao-apos-descartar-ser-vice-esta-querendo-um-beijinho-tambem.html

 

O  ENTE no SER

https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2022/02/4984504-analise-cuidado-bolsonaro-vai-ter-de-arregar-outra-vez-ou-acabar-na-cadeia.html

 

Portugal- pandemia, covid-19  homem de máscara

FACEBOOK

https://www.facebook.com/photo/?fbid=1353603888422093&set=a.705103509938804

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode