O COLONIALISMO VIVO

12/02/2018 02:56

O ABOMNAVEL COLONIALISMO CONTINUA VIVO

Todos DIZEM  ABOMNAR  o  COLONIALISMO porém CONTINUAM a PRATICÁ-LO a MANTE- LO  VIVO e VORAZ  Nunca como antes o ALVARÀ de DONA MARIA I continua a ser praticado

“hei por bem ordenar, que todas as fábricas, manufaturas, ou teares  de tecidos, ou de bordados de ouro, e prata [.. ]sejam extintas, e abolidas em qualquer parte onde se acharem nos meus domínios do Brasil, debaixo da pena do perdimento, em tresdobro, do valor de cada uma das ditas manufaturas, ou teares, e das fazendas, que nelas, ou neles houver, e que se acharem existentes, dois meses depois da publicação deste; repartindo-se a dita condenação metade a favor do denunciante”,

Os norte-americanos jogaram ao mar o CHÀ que a metrópole lhes queria empurrar goela abaixo. No Brasil continua a ser consumidos alegre e acriticamente o bacalhau, o vinho, as nozes lusitanas  e fazer suar em pleno sol tropical  o pobres papais-noéis com as indumentárias da neves europeias.

Na época PÒS INDUSTRIAL não existe carro totalmente brasileiros, o Brasil é mero usuário da BIOTECNPLOGIA, dependente de SATÈLITES controlados por outros e consumidor voraz da ELETRÔNICA alheia

Para  alienação a consciência deste  COLONIALISMO soltam-se FESTEJOS  cuja raiz encontra na mais pura e absoluta dependência LUSITANA.

O ALVARÀ de DONA MARIA I continua VIVO, ACATADO e PRATICADO como  nunca antes.

ALVARÁ de 05. JANEIRO de 1785 de DONA MARIA I

https://www.historiacolonial.arquivonacional.gov.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=978&sid=107

Imagem: Bloco do BARBOSA

https://redemetropolitana.com.br/noticias/bloco-do-barbosa-arrasta-uma-multidao-no-carnaval-em-tremembe/

 

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10204736725095433&set=a.3584675712991.1073741826.1756223351&type=3&theater

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode