O ALFINETE nas COSTAS

20/06/2016 05:33

 

¿ QUEM CRAVOU este PREGO ?

NÃO FUI EU  !.

A ERA INDUSTRIAL necessita identificar, nomear e classificar tudo que está ao alcance de suas mãos, ouvidos, olhos, tato, olfato ou gosto. Para tanto usa pregos e alfinetes de todos os tamanhos,  formas e cores. Ou então engarrafa, enlata, rotula e fecha hermeticamente a tudo e a todos na sua linha de montagem.

O objetivo é acumular a maior soma de posses intelectuais, jurídicas e econômicas.

Algo uma vez engarrafado, pregado e devidamente rotulado garante e consagra a posse definitiva do OBJETO.

No sentido contrário tudo se torna  OBJETO na linha de montagem industrial.  Este OBJETO possui DONO quando ele é pregado, engarrafado ou rotulado. DONO que delibera, e decide,  de forma soberana, sobre este OBJETO.

O artista russo Ilya KABAKOV [Илья Кабаков], questiona este processo de tomada de posse  no seu quaro: “Quem cravou este prego ai ? Não fui eu que o fincou” ou “Кто копал этот гвоздь там? Я не был мне, что застрял

Ilya KABAKOV Qui a planté ce clou ? -  je ne sais pas 1972

https://www.photo.rmn.fr/archive/14-544673-2C6NU0AGA6ZYG.html

FACEBOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10202251272160663&set=a.10202251272040660.1073742872.1756223351&type=3&theater

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode