NAVEGANTES e o CAMINHO NOVO

17/02/2014 07:14

NAVEGANTES e o CAMINHO NOVO

Dom Diogo de Souza ao seu solar pelo Caminho Novo. Este Caminho Novo levava ao solar,  ao Bairro Navegantes e ao QUARTO DISTRITO de Porto Alegre. Ele foi objeto de uma imagem de Jean-Baptiste DEBRET (1768-1848) e de rasgados elogios dos poucos viajantes estrangeiros que se aventuraram, no início do século XIX, pelos caminhos conflagrados  da Província de São Pedro e por de. Parece que DEBRET não fez esta viagem â fronteia marcada por redobrados conflitos internos e externos. Por esta razão deve ter se enganado no título, como sobejamente demonstra o Mestre Arq. e Prof. BRUNO CÉSAR EUPHRASIO de MELLO. A imagem deve-lhe ter vindo as mãos do seu discípulo Manuel Araújo Porto-alegre (1809-1879) futuro Barão de Santo Ângelo, que teve aqui aulas de desenho e pintura com vários mestres da tintas e pinceis. Para reforçar da tese do Prof. BRUNO, Debret coloca, inclusive,  PORTO ALEGRE no mapa da província do Espírito Santo num dos seus mapas do Brasil. Uma nação que ocupa uma extensão territorial a três vezes o do Império Romano estes equívocos de nome e de localização são detalhes irrelevantes e com parcas consequências práticas. Especialmente para um estrangeiro, para quem o território brasileiro não abria os seus portos até 1808. Evidente que em época de satélites e de GPS este erro é monstruoso e inconcebível.

 

O EQUÍVOCO de DEBRET

https://urbsnova.wordpress.com/vilaflores/

Pesquisa do mesmo tema

MELLO, Bruno César Euphrasio de "A cidade de Porto Alegre entre 1820 a 1890: as transformações fíicas da capital a partir da impressões dos viajantes  estrangeiros"[dissertação Orient. SOUZA, Célia Ferraz de] Porto Alegre:  Faculdade de Arquitetura da UFRGS. 2010, 213 f.; il.;30 cm  https://www.archdaily.com.br/br/tag/bruno-cesar-euphrasio-de-mello

MAPA do BRASIL de Jean-Baptiste DEBRET

https://www.brasiliana.usp.br/bbd/handle/1918/00624510#page/21/mode/1up

Notícias

12/04/2013 10:43

INTRIGAS e IDEOLOGIAS

   Passada a Guerra Fria os mediadores, temerários e tuteladores do Poder Originário continuam a semear doutrinas  e ideologias cujo objetivo é semear intrigas. Com as suas doutrinas  e ideologias poluem e turvam as águas dos meios de comunicação digital Pescam em rede mundial...
11/04/2013 07:51

INTRIGAR:.. para COLHER VANTAGENS

   Os mediadores, temerários e tuteladores do Poder Originário ficam em cima do muro. Deste lugar - de fora e por cima - praticam jogo de intrigar e assistem aos outros brigarem e até se matarem entre si por ideologias e pelas intrigas que geram.  Os mediadores, os temerários e os...
10/04/2013 07:48

PROMETER:... E NÃO CUMPIR

  Toda a sociedade, cultura e a economia contemporânea  repousa sobre a cláusula pétrea da crença em contratos entre as próprias criaturas humanas. Os mediadores, temerários e tuteladores do Poder Originário tropeçam nesta cláusula e fazem intervir a divindade como garantia de suas...
09/04/2013 07:19

MENTIRAS DESLAVADAS

  Imaginando-se com a licença poética de Mário Quintana os mediadores, temerários e tuteladores do Poder Originário confiam de que "a MINTIRA é UMA VEDADE que se ESQUECEU de ACONTECER" . Porém são imediatamente atropelados ao descobrirem que a MENTIRA TEM PERNAS CURTAS e ao romper a barreira,...
08/04/2013 07:52

AUTENTICIDADE DÚBIA

  Os mediadores, os atravessadores e os tuteladores do Poder Originário adoram as meias verdades, as autenticidades dúbias e os plágios por meio dos quais capturam aquilo que é dos outros em proveitos pessoais.   VAN MEEGEREN (1889-1947)  o FALSIFICADOR de VERMER...
07/04/2013 07:28

FALAR em NOME do OUTRO e da AUTORIDADE

  Todo esforço dos  mediadores, atravessadores e tuteladores para demolir a identidade do Poder Originário é se fazer passar como porta-vozes da autoridade suprema da organização ou da pessoa da qual pretendem exercer o PODER ..... que NÃO lhe PERTENCE   GUERRAS...
06/04/2013 12:00

CERQUE-SE de GENTE BOA

As desgraças dos Soberanos procedem quase sempre dos conselhos temerários, que lhe dão ministros amigos do despotismo. Pautados por mediadores, atravessadores e tuteladores os demolidores da identidade do Poder Originário, investem contra os povos que nunca desejam revoluções. Ainda que se diga,...
05/04/2013 07:32

CONTRATOS e TRATANTES

  Os mediadores e os atravessadores do Poder Originário investem - não só contra a identidade e memória que buscam demolir e apagar - mas especialmente contra o futuro deste Poder do qual desejam a tutela perpétua e o controle total.   NATUREZA de um...
04/04/2013 05:40

ESCRAVO NÂO É INVENTOR

  Nenhum escravo - em época ou  parte alguma – foi, ou é, inventor de alguma coisa. No máximo pode usar e adaptar invenções de pessoas livres e criativas. O Brasil é apenas usuário e busca aperfeiçoar os recursos numéricos digitais, ou espaciais e as fontes de energia da matéria. Nesta...
03/04/2013 06:56

A IMPOSSIVEL TAREFA de EDUCAR ESCRAVOS

  Todos os esforços de um educador - que tenha como projeto a liberdade e a formação da autonomia da vontade -  são sistematicamente derrotados por mediadores, atravessadores e tuteladores que investem contra tudo e de todos aqueles. Investem por todos o meios contra aqueles qu lhes...

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode