MÂOS LIGEIRAS

15/06/2016 06:54

 

MÃOS LIGEIRAS

O “sistema radicalmente mau” continuou a cultivar a silenciosa corrupção ao longo de dois séculos após  independência do Brasil.  Esta corrupção possui muitos pontos em comum nos desmandos mês de junho de 1816 como em 2016. São comuns as falcatruas simuladas no vazio de um pacto social, econômico e político digno deste nome.  No Brasil são comuns - tanto o mês de junho de 1816 como  de 2016 - os eventos marqueteiros, as arengas intermináveis e as “falas do contente”, do faz conta.  São comuns  o silêncio confortável diante da ação predatório das “MÃOS LIGEIRAS” dos  atravessadores, dos mediadores da terra e exploradores do alheio.  O silêncio confortável diante da ação predatório é o  melhor fermento para aumentar e generalizar a corrupção. Este silêncio e inanição, diante da corrupção, é o atalho para o retorno para os regimes coloniais, de servidão e escravidão. Não faltam pactos sociais, econômicos e jurídicos. Contudo falta o seu conhecimento, a vontade de praticá-los e o efetivo sentimento de solidariedade nacional com a origem e do seu destino destes pactos sociais, econômicos e jurídicos.

IMAGEM

Monumento na cidade de CALABAR  https://godwinpalmer.blogspot.com.br/2012/05/calabar-one-city-one-people.html

FACEBOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10202233096986295&set=a.10202233096946294.1073742867.1756223351&type=3&theater


Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode