INÙTEIS TEMERÁRIOS

31/10/2016 05:50

CONSERVADORISMO  x FUNCIONALIDADE.

A  ÉPOCA PÓS-INDUSTRIAL acumula, seleciona e descarta  quantidades imensas de informações, de hábitos e de técnicas. Algumas destas técnicas, hábitos e informações são coerentes com o seu tempo, com o seu lugar e com a  sociedade. Outros não são tão coerentes assim.

Porém o critério da conservação, ou descarte, não passa pela exclusiva funcionalidade. Especialmente nos campos mais elevados de uma civilização como aquela que Nietzsche aponta ao escrever (2000, p.134)[1] que

a arte não pode ter sua missão na cultura e formação, mas seu fim deve ser alguém mais elevado que sobre passe a humanidade. Com isso deve satisfazer-se o artista. É o único inútil, no sentido mais temerário

Caso a funcionalidade imperasse como crivo de juízo final teria sentido o lema “O TRABALHO LIBERTA” escrito nos portões dos campos nazistas.

A criatura humana é a mais disfuncional possível em muitos aspectos. Desta disfunção são testemunhas as agressões à ecologia, aos seus semelhantes e as absurdas reinvenções de mitologias para justificar as suas loucuras.

FUNCIONALISMO e sua CRÌTICA

https://pt.wikipedia.org/wiki/Funcionalismo_(ci%C3%AAncias_sociais)#Fun.C3.A7.C3.A3o_social

RECUSA de PRÊMIO em CIMA de:

https://avaliacaoeducacional.com/2016/10/26/saviani-e-cury-recusam-participar-de-cerimonia-no-mec/

PRÊMIO em CIMA de:

https://profciriosimon.blogspot.com.br/2009/11/premio-em-cima-de-01_30.html

FACEBOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10202770195093412&set=a.3584675712991.1073741826.1756223351&type=3&theater



[1]           NIETZSCHE, Frederico Guillermo (1844-1900)  Sobre el porvenir de nuestras escuelas. Barcelona: Tusquets, 2000. 179.      

 

 

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode