FOLCLORE

22/08/2014 05:17

DIA 22 de AGOSTO: DIA do FOLCLORE.

 

O dia 22 de agosto é o DIA do FOLCLORE. Nesta data, em 1846, o antiquário inglês William Johns THOMS (1803-1885) publicou na revista inglesa ATHENEUM um artigo relativo ao SABER POPULAR que denominou de FOLCLORE. O termo abriu a porta para estudar o tema, as suas correlações e corrompê-lo, também, pela raiz.

A raiz do saber, dito popular, sofeu toda sorte de injúrias, distorçẽs e corrupções. Os mediadores, atravessadores e tituladores transformaram o FOCLORE em produto cultural. Assim os marqueteiros, os atravessadores e os mediadores geraram um conhecimento - com alguns traços culturais de um PODER ORIGINARIO - cuidadossamente estudados, adequados e apresentados como AUTÊNTICA TRADIÇÂO do povo. Milhares de mediadores e tituladores se INTROMETERAM neste trânsito entre o saber - dito povo (FOLK-LORE) – e o saber que consideram ERUDITO e separado do seu objeto.

O FOLCLORE e os seus conhecimentos derivados foram usados como uma poreciosa ferramenta para controlar sua própria produção, marketing e comércio com os povos dependentes econômicos e técnicos. indústria e o comércio britânico. Com este conhecimento dos saberes populares de todo mundo orientou estes designer,a sua industria, sua propaganda e o seu comércio.

 

irresponsáveis se confiam e se sustentam com PROPAGANDA, MARKETING e EVENTOS intensivos e pontutuais. Na medida em que os EVENTOS pontuais, pacotes de MARKETING e picos de PROPAGANDA atrapalham mais este FLUXO do PODER ORIGINÀRIOS.

Assim os comerciantes e marketeiros ingleses conseguiram desovar enormes estoques de bombachas destinadas, originallmente, ao exército turco em guerra na Crimeia. Os propagandistas conseguiram fazer crer, ao gaúcho, que ele estava retomando as autênticas tradições ibéricas da ocupação muçulmana. E outra parte gerou uma necessidade de tecidos e panos para a reposição do estoques acrescido das saias copiada das senhoras das fazendas e copiadas (KITSCH) pelas prendas dos peões que “andavam a cavalo” contrariando a herança lusitana do peão de fato ser um pedestre.

Se de um lado estas ações e e corrupções, do saber popular, geraram desprezo, esquecimento e até aversão.

Em compensação o autêntico SABER do PODER ORIGINÀRIO continua vivo e latejante a espera de pesquisas conduzidas por hábitos de integridade intelectual, de vontade e de sentimentos autênticos.

CONCEITOS de FOLCLORE

https://www.arteducacao.pro.br/Cultura/Folclore.htm

Imagem : BOILLY Louis Léopold 1761-1845 -Une-loge-un-jour-de-spectacle-gratuit-1830

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode