FIXOS no PRESENTE

29/08/2016 06:37

FIXOS no PRESENTE .  

 A cômoda dúvida “DONDE VIEMOS, o QUE SOMOS e PARA ONDE VAMOS” de Paul Gauguin não elucida nada mesmo repetida a saciedade milhares de vezes e em todos os idiomas.

 Marc Bloch considera (1976, p.42)[1] o TRÂNSITO do TEMPO e condicionamento no qual ele EMBALA INTELIGÊNCIAS.  VONTADES e SENTIMENTOS HUMANOS 

É tal a força da solidariedade das épocas que os laços da inteligibilidade entre elas se tecem verdadeiramente nos dois sentidos. A incompreensão do presente nasce fatalmente da ignorância do passado. Mas talvez não seja mais útil esforçar-nos por compreender o passado se nada sabemos do presente .

De outra parte a solução não se encontra na FIXAÇÂO das INTELIGÊNCIAS, as VONTADES e dos SENTIMENTOS HUMANOS  no PRESENTE do AQUI e do AGORA.

REPETE O MESMO ERRO dos SAUDOSISTAS de um PASSADO de OURO como um GLORIOSO FUTURO de MIL ANOS.

O pior é que FIXAÇÂO no PRESENTE, no AQUI e no AGORA é um terreno fértil para PITUTOS, ATRAVESSADORES e MEDIADORES competentes para distorcer INTELIGÊNCIAS, VONTADES e SENTIMENTOS HUMANOS. Estes MEDIADORES  PITUTOS e ATRAVESSADORES IMPÕEM  o PRESENTE -  do AQUI e do AGORA - como único possível. Evidentemente só lhes importa  o PRESENTE que esteja nas mãos, nos braços e nas ideais distorcidas pelos interesses mais torpes.

“¿DONDE VIEMOS, o QUE SOMOS e PARA ONDE VAMOS?”  Paul Gauguin

https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2012/05/23/935664/conheca-onde-viemos-paul-gauguin.html#

FACEBOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10202512583053272&set=a.3584675712991.1073741826.1756223351&type=3&theater



[1]              BLOCH, Marc (1886-1944)  . Introdução à História.[3ª ed] Conclusão de Lucian FEBVRE - .Lisboa :Europa- América  1976  179 p.

 

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode