DIALÉTICA

30/08/2020 05:24

A DIALÉTICA dos POLOS OPOSTOS   

 

O filósofo Jorge Guilherme Frederico HEGEL (1770-1831), instaurou e buscou a sua argumentação na DIALÉTICA dos POLOS OPOSTOS.  Do lado de fora de sua sala de aula, inaugurava-se e triunfava a ERA INDUSTRIAL. Nela estava os primórdios dos ensaios práticos da ELETRICIDADE na qual os IMPULSOS CONTRÁRIOS - dos  POLOS POSITIVOS e NEGATIVOS  - fazem girar os MOTORES.

Um dos discípulos de HEGEL  foi KARL MARX que cedo se afastou dialeticamente do mestre. No entanto guardou a LIÇÂO e fez prosperar os ARGUMENTOS DIALÉTICOS entre CAPITAL e TRABALHO.

Na ESTETICA o MESTRE percebeu e apontou o eterno conflito entre a concepção mental e ideal do BELO no confronto com a matéria rude da FORMA, perceptível pelos sentidos humanos.

Outros apontam a permanência do arcaico EROS e TANATOS grego, ou “STURM und DRANG” que se fazia sentir  para a sua geração mais jovem e que se batia contra a velha ordem.

Evidente que esta DIALETICA PODE CAIR no VAZIO ou extinguir-se rapidamente quando estes POLOS OPOSTOS deixam de RECEBER a CARGA da ELETRIDADE das IDEIAS, do IDEAL e da RENOVAÇÂO. Assim é inútil e prejudicial arrastar o CONFLITO ARTIFICIAL entre ESQUERDA e DIREITA sem ter os fundamentos de uma sólida usina para esta DIALÉTICA.

As culturas mais adiantadas, consistentes e coerentes consideram estes ARREMEDOS DIALÈTICOS algo digno do COLONIALISMO e SERVIDÃO MENTAL. Portanto estas CONFLITOS ARTIFICIAIS são já descartado há muito tempo e não faz o menor sentido politico, cultura ou econômico. Na ECONOMIA esta SERVIDÃO MENTAL abre uma imensa brecha propícia à EXPLORAÇAO, ao COLONIALISMO e para a retomada das rédeas CULTURAIS, SOCIAIS e POLÍTICAS com o objetivo de projetar, neste imenso vazio, a SUA CULTURA, seu MODO de PENSAR e de GOVERNAR. Uma nação sem coerência abre o seu flanco para a ELEMENTER DIALÉTICA entre DOMINADOR e DOMINADO.

HEGEL Jorge Guilherme Frederico(1770-1831). De lo Bello y sus formas (Estética) Inroduccion  -II – Método a seguir en la inadagación filosófica de  lo bello y dela Arte – Buenos Aires  : Esoasa Calpe Argentina (Coelçaõ Austra – Volume extra) 1946, p. 33

STURM und DRANG

https://en.wikipedia.org/wiki/Sturm_und_Drang

 

Imagem HEGEL e ALUNOS – Litografia, de 1828,  de Franz Theodor GRUGIER (1797-1857)

https://www.sueddeutsche.de/kultur/hegel-250-werk-1.5011333?reduced=true

 

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo/?fbid=988510688264750&set=a.705103509938804

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode