BRASIL ENQUADRADO na 3ª FASE do REGIME COLONIAL

16/11/2013 09:07

 

As metrópoles exportam formas  de ditaduras disfarçadas de regimes coloniais requentados.  Estas requentam o desiquilíbrio entre centros hegemônicos e as suas colônias fenícias, gregas e romanas no âmbito mediterrâneo, ou as colônias nas plagas americanas, africanas e asiáticas. No século XXI as metrópoles hegemônicas geram desequilíbrio por meio dos benefícios da corrida espacial, do controle energético e do domínio da chave do código genético que usam como argumento e instrumento de suas colônias virtuais.

As formas de regimes coloniais na sua 3ª fase rebrotarem, se renovam e se  instalam silenciosamente. Formas que se valem dos resultados da corrida espacial, do controle energético e do domínio da chave do código genético.  As metrópoles como centros hegemônicos concentram os bens materiais e simbólicos  resultantes e os usam no controle tirânico de populações em regiões geográficas na sua heteronomia.

A chaga provocada pelo regime colonial é infinitamente mais pestilenta do que qualquer ditadura pontual acontecida nas metrópoles. O regime colonial é a metástase deste câncer.  

O mito alimenta esta metástase deste câncer colonial na expressão “SEMPRE FOI ASSIM”, que naturalizam esta heteronomia.

 

CORRIDA ESPACIAL BRASILEIRA

 ¿ Os CULPADOS SAO os NORTE-AMERICANOS?

https://tecnologia-espacial.blogspot.com.br/2011/02/eua-tentaram-impedir-programa.html

https://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1025/noticias/agora-vem-a-parte-mais-dificil

 

BIOLOGIA no BRASIL

ESTADO da ARTE do ESTUDO do CODIGO GENETICO do BRASIL

https://www.brasilmedicina.com/especial/card_t6s2s1.asp

 

A FISICA no BRASIL após CESAR LATTES

https://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A9sar_Lattes

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode