A EGOLATRIA na HISTÒRIA

30/04/2021 05:58

Dia 30 de ABRIL de 2021

O “ESPÍRITO” da EGOLATRIA  na HISTÒRIA.

 

Os que se julgam SÁBIOS, PODEROSOS,  ETERNOs e ONIPRESENTES produzem narrativas que não conseguem sair da EGOLATRIA  e não possuem o menor sentido para outros tantos EGOLATRAS.

A matriz de qualquer  narrativa, que se pretende histórica,  para Marc BLOCH (1976, pp.60-61) possui desde a sua primeira frase uma direção

A investigação histórica admite, desde os primeiros passos, que o inquérito tenha já uma direção. De início está o espírito. Nunca, em ciência alguma, foi fecunda a observação passiva. Supondo, aliás, que seja possível”.

Neste inicio pode residir e resistir  apenas, e tão somente, a direção do “ESPÍRITO” da EGOLATRIA   Neste caso resulta, de fato e de direito,  aenas e somente  uma AUTOBIOGRAFIA

  Certamente ninguém condena uma AUTOBIOGRAFIA especialmente se nela domina  o espirito lirico de um ser huamano que busca abrir-se para sua sociedade. Esta abertura pode ser extremanente importante quando se trata de agente central de uma imensa e vasta série de acontecimentos de uma época e cuja memória permanece por gerações.

Para Napoleão Bonaparte a Ilha de Santa Helena foi uma ótima ocasião para dar tesremunhos pessoais dos dias que ele viveu após a Revolução Francesa. No entanto ele estava no contexto do ROMANTISMO no qual EGO tomou dimensões monstruosa. Dimensóes  imediatamente remediados pelos projetos NATURALISTAS e REALISTAS SOCIAIS. Nestes fazia sentido a dialética entre o EGO (lírico) e o COLETIVO (épico)  nas concepções de HEGEL.

O mero fato de jogar o coração do seu EGO despedaçado e sangrando, sobre o balcão publico da mídia, só pode vir do ESPIRITO de MASOQUISMO e apenas agradar outros tantos MASOQUISTAS de plantão

Usar a MAQUINA do GOVERNO para FORJAR DOCUNEBNTOS PARCIAIS

I https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2021/04/4921003-para-jurista-producao-de-requerimentos-da-cpi-no-palacio-do-planalto-e-crime.html

 

 

Imagem ORCHARDSON, Wiliam Quiler Napoleõa a bordo do Bellerophon  ruma para a ilha de santa Helena

https://www.google.com/search?q=william+quiller+orchardson+napoleon+on+board+the+bellerophon&sa=X&stick=H4sIAAAAAAAAAONgFuLUz9U3MDSsqipW4tVP1zc0TDZLSckrsSzU4ncsKsksLgnJB9Ll-UXZi1htyjNzcjITcxUKS4GM1CKF_KLkjMSilOL8PIW8xIL8nFQgA4iS8oGCCiUZqQpJqSB1-QUZ-Xk7WBkBWt_HaG8AAAA&biw=1152&bih=763&sxsrf=ALeKk03J4WE9CuZtfJthz3iLa0o7Fq60FA:1619722375116&tbm=isch&source=iu&ictx=1&fir=LbR_3ngE2_jwlM%252CRpzsgDzClqIBfM%252C%252Fg%252F11c6ddnt9q&vet=1&usg=AI4_-kTnre1vtF1A9HMxHnzKVK2UT8K-TQ&ved=2ahUKEwibo7aGkKTwAhXrJrkGHX-nAO0Q_B16BAgTEAE#imgrc=LbR_3ngE2_jwlM

 

Imagem1  gravura-de-nicolas-toussaint-charlet-1792-1845-mostra-napoleon-bonaparte-na-ilha-de-santa-helena-em-janeiro-de-1816-1595956688494_v2_600x337

 

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo?fbid=10209009398349594&set=p.10209009398349594

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode