TREM de PASSAGEIROS sem RETORNO

13/02/2014 07:07

 

 SANTA MARIA – PORTO ALEGRE  04 de fevereiro de 1996

Os pátios anexos à ESTAÇÃO FÉRREA PESTANA do Bairro Navegantes de Porto Alegre eram o ponto logístico e as oficinas da Viação Férrea do Rio Grande do Sul (VFRGS). O trem havia sido concebido para operar ao ritmo linear das máquinas comandadas pelo relógio. Assim ele foi a glória e símbolo da era da industrial. As rígidas linhas férreas  entraram em colapso diante da rapidez, proporção e flexibilidade propiciadas pelas estradas de rodagem. A pós-modernidade contornou a logística dos meios de transporte industriais de um tempo linear, unívoco e soberano e reduziu ao pó as suas estratégias operacionais . As máquinas lineares  não suportaram a concorrência da era numérica digital e o trabalho dos robôs. O transporte rodoviário driblou os sindicatos, os trilhos de ferro e as suas pesadas máquinas.

 

O TREM e a ERA INDUSTRIAL

http://pt.wikipedia.org/wiki/Trem

 

FERROVIÁRIOS e o seu SINDICATO

http://revistaferroviaria.com.br/blog/

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode