SEBASTIANISMO

17/10/2014 07:12

“SEBASTIANISMO”.

O que o PODER ORIGINÁRIO deve temer é o “SEBASTIANISMO”. Ou seja, a firme CRENÇA de que PORTUGAL estaria salvo com o RETORNO do rei DOM SEBASTIÃO de Alcácer Quibir. A salvação viria com o RETORNO do REI derrotado ou vitorioso. Esta heteronomia aos chefes - aos quais se transfere toda SABEDORIA, PODER, ONIPRESENÇA e LONGA VIDA – se projetou tempo afora e revive e se impõe em toda encruzilhada, eleição ou momento no qual o PODER ORIGINÁRIO necessita tomar a HISTÒRIAEMSUASMÂOS. Porém não assume o PODER REAL por preferir a ESCRAVIDÃO VOLUNTÁRIA e penar sob outro COLONIALISMO DISFARÇADO.

No “SEBASTIANISMO” os áulicos, mediadores, atravessadores e tuteladores sabem que o reino está podre e tem pressa e urgência em encontrar um “CULPADO de TUDO” qualquer sobre o qual podem jogar a sua inépcia, sua corrupção, sua onipotência e garantir e perpetuar a sua situação privilegiada da qual jamais abrem a mão.

 

Sebastianismo no Nordeste Brasileiro

http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=419&Itemid=1

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode