RUPTURA EPISTÊMICA e ESTÉTICA.

26/01/2014 07:18

 

Existe um momento crítico quando uma verdade é abalada por outra mais coerente.  Este nova e concorrente  exige mudanças do entorno que a antiga já naturalizara e julgava definitiva e perpetua.  Neste salto qualitativo acontece uma ruptura com o meio cultural e genético. A inteligência não escapa a estes momentos de ruptura com um estágio anterior com o objetivo de entrar em outro. É a ruptura epistêmica. Na Arte é o memento da ruptura estética. Este salto qualitativo necessita uma longa preparação e ser realizado num momento oportuno. A passagem do inverno para a primavera,  da crisálida para a borboleta ou da adolescência para a fase adulta é lenta e irreversível com nos ensina Heráclito. Por isto necessita ser segura e longamente preparada com os meios adequados e coerentes com esta ruptura. Na educação humana a preparação para a mudança e  a ruptura epistêmico constitui uma das lições centrais do texto da  DIDÁTICA MAGNA de COMENIUS.

 

HERÁCLITO

http://desciclopedia.org/wiki/Her%C3%A1clito

 

DIDÁTICA MAGNA de COMENIUS

http://revistaescola.abril.com.br/historia/pratica-pedagogica/pai-didatica-moderna-423273.shtml

 

O HOMEM de um LIVRO SÒ

http://profciriosimon.blogspot.com.br/2013/11/077-isto-nao-e-arte.html

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode