RUIDO e MEMÓRIA

13/08/2017 00:46

RUÍDO e MEMÓRIA. 

 

Compreende-se, aqui, RUÍDO como qualquer interferência numa MENSAGEM entre o seu EMISSOR e RECPTOR.

A  MEMÓRIA refere-se à formação e ao acúmulo de um REPERTÓRIO do qual o EMISSOR destaca e constitui uma MENSAGEM UNÍVOCA e a remete em direção LINEAR ao seu RECPTOR.

Nesta remessa coloca-se em jogo a possibilidade de trânsito no TEMPO e a  REVERSÃO às FONTES e SUPORTES SENSORIAIS.

A COMUNICAÇÃO REDUZ-SE a um ACÙMULO e um REPERTÒRIO CAÓTICO, em TEMPO de RUIDO, de ESTRIDENTES SIGNOS e de FURIOSO CHOCALHAR de LATAS em PERMANENTE GUERRA UNS com os OUTROS.  Guerra na qual torna-se quase impossível o processo de REVERSÃO (feed-back) à ESSÊNCIA do PENSAMENTO e às suas FONTES fundantes (REPERTÓRIO) de uma MENSAGEM .

A FOTOGRAFIA - na sua essência de captar e registrar LUZES contrastadas com as sombras -  tornou-se colorida. A FOTOGRAFIA se apropriou do TEMPO e tornou-se CINEMA. Cinema que além de se apropriar da cor também incorporou o SOM. Este conjunto migrou para o espaço numérico digital na forma do VÌDEO.

Assim é muito difícil, senão impossível, a REVERSÃO às FONTES suportes e ESSÊNCIA de uma determinada COMUNICAÇÃO.

Além de se aproximar da magia, do prestidigitador  aproxima-se perigosamente da NATUREZA MÙLTIPLA e CAÒTICA, perdendo a condição de uma COMUNICAÇÃO UNÌVOCA e LINEAR. No máximo serve para o receptor de entretenimento e uma forma de MATAR O TEMPO, sem a menor vantagem intelectual, estética e econômica.

Além dos efeitos nefastos do RUIDO, o acúmulo de ESTRIDENTES SIGNOS SENSORIAIS HUMANOS elimina qualquer CONDIÇÂO de PENSAMENTO, transformando o processo num simples e elementar jogo de entretenimento sem qualquer retenção de qualquer MENSAGEM.

 ROLAND BARTHES transportou de uma FORMA exemplar a MEMÒRIA da MODA e da ALTA COSTURA FRANCESA  valendo-se apenas dos textos de  periódicos especializados.  Por meio do TEXTO ESCRITO contornou, com grande sabedoria,  qualquer ruído que poderia vir de uma imagem, de uma cor impressa ou de uma paginação sofisticada que pudesse distrair o leitor do seu projeto. Esta ascese não significa que o leitor possa voltar aos periódicos, buscar ilustrações e cores e realizar um passeio pelos ATELIERS de COSTUREIROS ou se juntar aos expectadores de um DESFILE de MODA. Antes ao contrário: seria o momento de perceber a densidade conseguido no texto “SYSTEME de la MODE”

BARTHES, Roland. Systema de la mode. Paris :  Seul. 1967  323p

 

PIGNATARI, Décio. Informação. Linguagem. Comunicação. São Paulo : Perspectiva.  1971 143p

 

O PERIGO da SATURAÇÂO dos SIGNOS   PRIMÁRIOS REDUNDANTES   no  FILME de 1934

“O TRIUNFO da sua VONTADE,Triumph des Willens”

https://www.youtube.com/watch?v=55mClZIxRjg

 

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10204061323530816&set=a.3584675712991.1073741826.1756223351&type=3&theater

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode