PROIBIDO CHORAR

01/11/2015 06:55

 

PROIBIDO  CHORAR.

A Arte não pode ser levado ao altar, balcão ou mercado de qualquer fetiche. Ali ser mitificação receber qualquer alfinete ou adjetivo nas suas costas nem pode ser naturalizada como um produto como os demais bens de consumo. O autêntico artista, ou seu público um pouco mais acostumado com a civilização sabe com Nietzsche  (2000, p.134) de que

a arte não pode ter sua missão na cultura e formação, mas seu fim deve ser alguém mais elevado que sobre passe a humanidade. Com isso deve satisfazer-se o artista. É o único inútil, no sentido mais temerário

 

 O escritor GOETHE dizia que um simples vaudeville o levava até as lágrimas, enquanto uma peça clássica o deixava emocionalmente indiferente:

Fernando Pessoa avisava ou seu leitor e público acostumado com a civilização:

porque não acrediteis que eu escrevo para publicar, nem para escrever nem para fazer arte, mesmo. Escrevo, porque esse é o fim, o requinte supremo, o requinte temperamentalmente ilógico, □ da minha cultura de estados de alma”.

FERNANDO PESSOA: porque escrevo?:

http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt/index.php?id=5348

 

NIETZSCHE

NIETZSCHE, Frederico Guillermo (1844-1900)  Sobre el porvenir de nuestras escuelas. Barcelona: Tusquets, 2000. 179

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201444579913861&set=a.10201444579873860.1073742629.1756223351&type=3&theater

 

 


Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode