O BRASIL de SUPERFICIE e o BRASIL PROFUNDO

07/12/2013 11:21

 

Desde o Regime colonial havia o BRASIL do CARANGUEJO da PRAIA que anda para trás ao sabor das ondas e das intempéries .  Ele esconde e mascara o BRASIL PROFUNDO das florestas e que marcha para frente sem se importar do que se pensa ou diz nas suas costas. O das praias recolhe aquilo que as sucessivas ondas estrangeiras despejam  nelas com os gostos, das modas e do marketing flutuante e dependente. O Brasil  profundo aprendeu cedo a viver com os recursos da terra dadivosa tanto da herança indígenas como do estrangeiro que fez nele o seu projeto e destino desligado de sua origem.

Os clichês que as diversas culturas formaram sobre o Brasil não distinguem estas duas realidades. Ao contrário: as  MITIFICA e c a NATURALIZAM como qualquer MITO que destina ao CONSUMO da PATULEIA IGNARA.

 

O BRASIL PROFUNDO e  o CLIENTELISMO

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/especiais/o-brasil-que-ninguem-ve/2013/01/20/Interna_OBrasilQueNinguemVe,344999/poder-publico-de-cidades-esquecidas-no-brasil-se-perpetua-pelo-clientelismo.shtml

 

O BRASIL COLONIAL e os CARANGUEJOS

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/cinismo_e_andar_de_caranguejo

 

O BRASIL que “NÃO é do GRITO” e que TRABALHA

http://naofoinogrito.blogspot.com.br/2013/12/086-nao-foi-no-grito.html

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode