NAVEGANTES e o CAMINHO NOVO

17/02/2014 07:14

NAVEGANTES e o CAMINHO NOVO

Dom Diogo de Souza ao seu solar pelo Caminho Novo. Este Caminho Novo levava ao solar,  ao Bairro Navegantes e ao QUARTO DISTRITO de Porto Alegre. Ele foi objeto de uma imagem de Jean-Baptiste DEBRET (1768-1848) e de rasgados elogios dos poucos viajantes estrangeiros que se aventuraram, no início do século XIX, pelos caminhos conflagrados  da Província de São Pedro e por de. Parece que DEBRET não fez esta viagem â fronteia marcada por redobrados conflitos internos e externos. Por esta razão deve ter se enganado no título, como sobejamente demonstra o Mestre Arq. e Prof. BRUNO CÉSAR EUPHRASIO de MELLO. A imagem deve-lhe ter vindo as mãos do seu discípulo Manuel Araújo Porto-alegre (1809-1879) futuro Barão de Santo Ângelo, que teve aqui aulas de desenho e pintura com vários mestres da tintas e pinceis. Para reforçar da tese do Prof. BRUNO, Debret coloca, inclusive,  PORTO ALEGRE no mapa da província do Espírito Santo num dos seus mapas do Brasil. Uma nação que ocupa uma extensão territorial a três vezes o do Império Romano estes equívocos de nome e de localização são detalhes irrelevantes e com parcas consequências práticas. Especialmente para um estrangeiro, para quem o território brasileiro não abria os seus portos até 1808. Evidente que em época de satélites e de GPS este erro é monstruoso e inconcebível.

 

O EQUÍVOCO de DEBRET

http://urbsnova.wordpress.com/vilaflores/

Pesquisa do mesmo tema

MELLO, Bruno César Euphrasio de "A cidade de Porto Alegre entre 1820 a 1890: as transformações fíicas da capital a partir da impressões dos viajantes  estrangeiros"[dissertação Orient. SOUZA, Célia Ferraz de] Porto Alegre:  Faculdade de Arquitetura da UFRGS. 2010, 213 f.; il.;30 cm  http://www.archdaily.com.br/br/tag/bruno-cesar-euphrasio-de-mello

MAPA do BRASIL de Jean-Baptiste DEBRET

http://www.brasiliana.usp.br/bbd/handle/1918/00624510#page/21/mode/1up

Notícias

25/05/2017 03:26

POLICE VERSO

25.05.2017 O MUNDO ao MODO dos BRUTAMONTES.   A epidemia da “POSSE dos CARGOS”  é fatal. Especialmente quando o “DONO do CARGO” reduz, esta “POSSE” à sua própria mentalidade patrimonialista e ao MODO dos BRUTAMONTES. Como os BRUTAMONTES - este “DONO do CARGO” - perde toda a proporção,...
24/05/2017 02:25

¿ PARA QUE a IDENTIDADE NACIONAL?

Afinal: - ¿ Para que uma IDENTIDADE NACIONAL?   A pergunta pela razão - ¿ Para que uma IDENTIDADE NACIONAL?  É crucial tanto para o individuo, para uma instituição, para um município, para um estado ou para a própria Nação. A inexistência - ou perda - da IDENTIDADE é o caminho aberto para...
23/05/2017 03:01

A DESGRAÇA do SEMELHANTE

A DESGRAÇA de um SEMELHANTE. A desgraça, de um semelhante, deflagra dois sentimentos antagônicos e irreconciliáveis. Pode derivar para a compaixão com a vítima da desgraça. No contrário, esta desgraça do semelhante, pode ser usado como castigo,  exemplo e pretexto para exclusão definitiva de...
22/05/2017 01:36

A REPÚBLICA das EMPREITEIRAS

22.05.2017 A REPÚBLICA das EMPREITEIRAS Não há nada mais promissor -   para uma empreiteira - do que um INCÊNDIO PAVOROSO. É garantia de gente apavorada que  FARÁ QUALQUER negócio para recuperar o prejuízo, o prestígio perdido e mostrar o seu PODER, Foi a deixa que o imperador NERO...
21/05/2017 04:06

ACASOS e GÊNIOS

ACASOS e GÊNIOS. O  surgimento de um Sócrates, de um Buda, de um Moises ou de um Cristo não são acasos ou gênios provenientes só da Natureza. Trata-se de indivíduos que escolheram, elaboraram em SI MESMOS e socializaram sínteses pessoais de largas e de longas civilizações com as quais...
20/05/2017 02:43

SÒ se ENSINA e APREENDE o que se É

SÓ se ENSINA e APRENDE o QUE SE É.   O profissional do magistério transmite somente aquilo que é o seu próprio SER e o seu próprio ENTE. O ensinamento de Aristóteles[1](1973: 243 114a 10 )  também vale para a ARTE do MAGISTÉRIO: “Toda a arte está no que produz, e não no que é...
19/05/2017 00:09

POTENCIAL e CIVILIZAÇÂO

POTENCIAL e CIVILIZAÇÂO.   O potencial da CRIATURA HUMANA é algo gigantesco e ainda inexplorado. Porém este fantástico potencial é colocado diante de quem nasce como algo artificial e para o qual não possui experiência e nem competência. O êxito no ajuste - entre a criatura humana e uma...
18/05/2017 02:24

TITIVILUS

TITIVILUS: o TERROR dos COPISTAS.   O TITIVILUS era o DIABO para os COPISTAS. Qualquer ERRO, na cópia, inutilizava trabalhos de um  ou dois anos de esforço paciente.  O copista e a sua confraria trabalhavam com material caro e raro. A intervenção do TITIVILUS estragava qualquer obra...
17/05/2017 01:35

IMO JIS em LUGAR de IDEIAS

IMOJIS ou IMAGENS e PALAVRAS  no lugar de IDEIAS.  “As pessoas tendem a colocar palavras onde faltam ideias”  Johann von Goethe. O jogo de palavras, da retórica e das imagens é um ótimo anteparo da ignorância, da onipotência e da ausência de pensamento próprio, autêntico e coerente...
16/05/2017 02:54

NO TOPO da NATUREZA

No TOPO da  NATUREZA.   Quanto mais alto,  maior o tombo. A criatura humana foi colocada no TOPO da NATUREZA. Em grande parte devido à EVOLUÇÃO que  colocou a criatura humana no vértice das ESPECIES vivas. De outra parte esta mesma criatura humana  assegurou este lugar...

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode