NAVEGANTES e o CAMINHO NOVO

17/02/2014 07:14

NAVEGANTES e o CAMINHO NOVO

Dom Diogo de Souza ao seu solar pelo Caminho Novo. Este Caminho Novo levava ao solar,  ao Bairro Navegantes e ao QUARTO DISTRITO de Porto Alegre. Ele foi objeto de uma imagem de Jean-Baptiste DEBRET (1768-1848) e de rasgados elogios dos poucos viajantes estrangeiros que se aventuraram, no início do século XIX, pelos caminhos conflagrados  da Província de São Pedro e por de. Parece que DEBRET não fez esta viagem â fronteia marcada por redobrados conflitos internos e externos. Por esta razão deve ter se enganado no título, como sobejamente demonstra o Mestre Arq. e Prof. BRUNO CÉSAR EUPHRASIO de MELLO. A imagem deve-lhe ter vindo as mãos do seu discípulo Manuel Araújo Porto-alegre (1809-1879) futuro Barão de Santo Ângelo, que teve aqui aulas de desenho e pintura com vários mestres da tintas e pinceis. Para reforçar da tese do Prof. BRUNO, Debret coloca, inclusive,  PORTO ALEGRE no mapa da província do Espírito Santo num dos seus mapas do Brasil. Uma nação que ocupa uma extensão territorial a três vezes o do Império Romano estes equívocos de nome e de localização são detalhes irrelevantes e com parcas consequências práticas. Especialmente para um estrangeiro, para quem o território brasileiro não abria os seus portos até 1808. Evidente que em época de satélites e de GPS este erro é monstruoso e inconcebível.

 

O EQUÍVOCO de DEBRET

http://urbsnova.wordpress.com/vilaflores/

Pesquisa do mesmo tema

MELLO, Bruno César Euphrasio de "A cidade de Porto Alegre entre 1820 a 1890: as transformações fíicas da capital a partir da impressões dos viajantes  estrangeiros"[dissertação Orient. SOUZA, Célia Ferraz de] Porto Alegre:  Faculdade de Arquitetura da UFRGS. 2010, 213 f.; il.;30 cm  http://www.archdaily.com.br/br/tag/bruno-cesar-euphrasio-de-mello

MAPA do BRASIL de Jean-Baptiste DEBRET

http://www.brasiliana.usp.br/bbd/handle/1918/00624510#page/21/mode/1up

Notícias

29/03/2017 07:05

TODOS DEVEM.

TODOS DEVEM... . O discurso safado e imoral do “TODOS DEVEM... fazer, ralar, trabalhar, contribuir...”  omite “MENOS  EU que estou sentado em cima do muro vendo as multidões trabalhar, pagar e fazendo o impossível”.... Para estes falastrões da moralidade pública cabe a frase de Henry...
28/03/2017 06:39

DISCURSOS POPULISTAS

  REPASSAR o TRABALHO ao POVO para EMBOLSAR os LUCROS. Repassar ao seu POVO as pesadas, as onerosas e desconfortáveis FUNÇÕES que são inerentes e determinadas pelo contrato, estatuto ou constituição constitui uma das piores praticas que “TOMAM POSSE dos CARGOS”. Repasse feito por meio  de...
27/03/2017 06:56

REIFICAÇÃO de SI MESMO

A REIFICAÇÂO VOLUNTÁRIA e DELIBERADA de SI MESMO como um OBJETO.    A pior alienação é proveniente do próprio sujeito que pretende engana-se e tapear-se a si mesmo.  Este alienado se assume como um OBJETO de SI MESMO numa REIFICAÇÂO VOLUNTÁRIA e DELIBERADA.  Nesta tarefa...
26/03/2017 03:02

PRAÇA da ALFÂNDEGA de PORTO ALEGRE de 2017

PRAÇA da ALFÂNDEGA de PORTO “ALEGRE” de 2017.  Na Praça da ALFÂNDEGA  desembarcaram, no passado, visitantes, imigrantes e escravos No “PRESENTE” este espaço público está entregue à pior alienação possível dos próprios sujeitos da sua história “CONTEMPORÂNEA”. Sujeitos  que pretendem...
25/03/2017 02:35

NINGUÉM ESCUTA NADA QUANDO TODOS FALAM ao MESMO TEMPO

NINGUÉM ESCUTA NADA quando TODOS FALAM ao MESMO TEMPO.   As urgências fazem com que todos falem ao mesmo tempo. Este falar ao mesmo, faz com que cada falante eleve cada vez mais a sua voz. É o EFEITO COQUETEL. Evidente que é ZERO a recepção, destas mensagens berradas. Existem culturas que se...
24/03/2017 03:58

GENTE como MOEDA de TROCA

GENTE como MOEDA de TROCA.  A transição do poder do  regime do  III REICH, para outro regime no poder,  teve ser pago com a II GUERRA MUNDIAL. O preço a ser pago, por esta transição, foi a MORTE de MILHÔES de SERES HUMANOS e os vencedores retaliaram a nação alemã, entre si,...
23/03/2017 07:04

ESTRANGULAR o GOVERNO

FAZER LOBBY NÃO é ESTRANGULAR o GOVERNO.  O Brasil ainda vive e cultiva,  com zelo, os velhos hábitos de poderosos caciques coloniais, de coronéis imperiais e de empreiteiras republicanas que estrangulam, garroteiam e jogam no lixo qualquer  governo que resista aos seus desígnios...
22/03/2017 06:22

ENQUADRAR o MESTRE

¿ ATROPELAR, DESQUALIFICAR e ENQUADRAR o MESTRE? . A meia cultura necessita cravar um alfinete nas costas dos seus mestres para que o ignorante possa exibi-los num “QUADRO de HONRA e DIDÁTICO” como  os seus troféus pessoais. O  ignorante nada aprendeu de verdadeiro, de belo e do justo, do...
21/03/2017 05:17

LAMENTÁVEL DISCÍPULO que NÃO ULTRAPASSA o MESTRE

“Lastimável discípulo que não ultrapassa o mestre“.     NADA CRESCE na SOMBRA das GRANDES ÁRVORES. O discípulo não faz ARTE enquanto estivar na sombra, na heteronomia e na dependência do seu mestre.  A grande lição dos mestres sempre foi “CONHECE a TI MESMO”. Este conhecimento...
20/03/2017 07:08

¿ DOENÇAS OPORTUNISTAS ou OPORTUNAS?

¿ DOENÇAS OPORTUNISTAS ou OPORTUNAS?.  As doenças oportunistas buscam organismos debilitados  para se instalarem -  em cortejo sem fim - na infeliz vítima até acabar com seu ânimo e sua  vida. É a lei natural da entropia universal, do caos primitivo e do tanatos. A mesma lei...

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode