FALSIFICANDO a MEMÓRIA do PODER ORIGINÁRIO

06/06/2013 05:41

 

Os mediadores, atravessadores e o tuteladores impõem a sua própria memória para enganar, desqualificar e aniquilar o Poder Originário. Fabricam e modificam a identidade coletiva, impondo o seu próprio mundo e a memória de sua origem. Nicolo Maquiavel conceituou e explorou as formas  como o Príncipe pode lidar na circulação do poder publico valendo-se das potencialidades e a plasticidade da memória humana para levar esta energia para os seus próprios interesses.

 

MAQUIAVEL e a MEMÓRIA HUMANA

http://profciriosimon.blogspot.com.br/2009/10/todo-documento-e-um-atentado-contra.html

 

MAQUIAVEL e HANNAH ARENDT diante da MEMÓRIA HUMANA

http://jus.com.br/revista/texto/21626/dignidade-da-pessoa-humana-x-banalizacao-da-tragedia-se-questo-e-un-uomo

 

FALSIFICANDO a MEMÓRIA

http://passeurdesciences.blog.lemonde.fr/2013/06/05/des-chercheurs-creent-de-faux-souvenirs-de-guerre-chez-des-soldats/

 

DISTINGUINDO BURRICE

http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=4358

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode