Do FUNDAMENTO até a CUMEEIRA.

18/06/2014 05:32

Do FUNDAMENTO até a CUMEEIRA.

A festa da pedra fundamental possui sentido quando todos  estiverem unidos e interagirem de forma mais segura e rapidamente possível até celebrar a festa da cumeeira.

O prédio é uma criação artificial externa ao SER humano e destinado a um TEMPO indeterminado. A união das pessoas, de suas energias e suas posses para dar corpo ao projeto é pelo tempo determinado pelo contrato coletivo. O que todos levarão deste projeto e contrato coletivo é a alegria e o orgulho sadio desta interação pontual do poder. A memória coletiva da construção de algo tangível será alegre e saudosa  na medida em que este poder coletivo se materializou e circulou de forma construtiva e adequada. Esta alegria e o orgulho sadio de pertencimento verifica-se numa turma de uma escola, de uma equipe numa empresa ou, então, de uma foram ampla de  país. País que conhece e pratica o contrato coletivo com alegria e como orgulho sadio de uma interação pontual do poder que interage como o pacto nacional.

A festa pela festa, o evento pelo evento só reúne rebanhos e que seguramente irão ao matadouro.

FESTA da CUMEEIRA

http://historiasvalecai.blogspot.com.br/2014/05/4055-festa-da-cumeeira.html

http://historiasvalecai.blogspot.com.br/2014/05/4054-helmuth-schaffer-o-sineiro-da.html

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode