DISCÍPULOS ESMAGADOS pelos MESTRES.

08/06/2014 04:17

DISCÍPULOS ESMAGADOS pelos MESTRES.

A transmissão de um saber ou de uma competência é completamente distinta de possuir ou dominar esta competência ou este saber. Em Arte aprende-se História para não repeti-la.

Aqueles que tentaram seguir os passos de Leonardo da Vinci, de um Edgar Degas ou de um Pablo Picasso foram esmagados pelo peso destes mestres.  Discípulos não preparados para exercitar em si mesmos a capacidade de ruptura epistêmica, estética ou cultural.

Ao examinar o percurso do mestre Aldo Locatelli ressoa forte a sua frase: “felizmente os meus professores foram fracos”. Professores que tiveram a virtude de não esmagar e coagir os seus discípulos, apesar do forte Regime Fascista no qual atuavam.

[ Imagem Aldo LOCATEELI (1916-1962) – Duas Figuras – Óleo sobre tela 94 x 192 cm Acervo da Pinacoteca Barão de santo Ângelo-IA-UFRGS]

O contrato entre um mestre e um discípulo é sempre por tempo determinado. Depois de o discípulo tornar-se mestre sai da heteronomia de seu professor e deve provar para si mesmo e para o mundo a sua originalidade já experimentada no contraditório com o seus mestres.

Esta autonomia em relação aos seus mestres é o ponto critico de uma escola de arte em relação aos autodidatas. Estes acabam muitas vezes num ARTESANATO de perpétua repetição de uma maneira que acharam para impressionar o seu cliente.

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode