CONVERSA FRANCA.

01/09/2013 07:36

 

Os mediadores, os atravessadores e os tuteladores temem uma conversa franca na qual eles não são donos da pauta. Defendem a sua onisciência, onipotência, eternidade e onipresença em barricadas nas quais armazenam todo a sua munição. Dali  estudam, selecionam fatos e usam meios que constituem as suas mensagens na concepção de MAC LUHAN. Carregados com os seus próprios repertórios e interesses não deixam ao “inimigo”  ultrapassar as suas defesas. Aqueles julgados como seus “inimigos” devem ser distraídos com eventos, festinhas e agrados aos seus egos e sentidos para serem surpreendidos e saqueados. Os mediadores, os atravessadores e os tuteladores corrompem, distorcem,  ocultando, dos seus observadores, o que não lhes interessa. Desviam e filtram o fluxo do PODER ORIGINÁRIO para seus interesses, eliminado  as suas barricadas e esvaziando tudo o que é novo, desconhecido e que poderia por em perigo a segurança do seu saque.

 

¿ ATÉ QUANDO ?

http://amaivos.uol.com.br/amaivos09/noticia/noticia.asp?cod_Canal=53&cod_noticia=13164

http://pt.wikipedia.org/wiki/Catilin%C3%A1rias

http://blogdogaviao.blogspot.com.br/2009/09/o-discurso-de-cicero-em-63-ac.html

 

RETÓRICA

http://revistaale.dominiotemporario.com/doc/FORTES,_Fabio_da_Silva.pdf

 

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode