AGRADAR a TODOS é NAO AGRADAR e NINGUEM.

11/10/2013 06:56

 

O anarquista quer agradar a si mesmo e aos outros. Acaba jamais se encontrando e perde os outros que o menosprezam como um tolo requintado. O interesseiro no agrado  universal desconhece tanto a natureza como a civilização. O interesseiro  usa bajular com o seu limitado repertório próprio e uma cultura distorcida  pelos seus interesses solipsistas,  anárquicos e incoerentes. Acaba por produzir  monstruosidades,  cair na absoluta alienação e que ele deseja impor como naturais e definitivos.

O pior cenário acontece quando estes personagens querem agradar os que estão hierarquicamente acima e descarregam as suas frustrações nos seus inferiores.

SAI do PARTIDO: porém FICA com o CARGO

http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=509548

GOLDONI : o servo de dois padrões

http://www.itaucultural.org.br/aplicExternas/enciclopedia_teatro/index.cfm?fuseaction=espetaculos_biografia&cd_verbete=426

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode