A CORRIDA ao CARTÓRIO.

30/01/2014 07:41

 

O  documento escrito inaugura a HISTÓRIA.  Este critério  intransigente fez com que indígenas, afros e imigrantes analfabetos simplesmente tivessem sido considerados meros objetos de posse. Posse  inquestionável e  de defesa forma efetiva, universal e perpétua. Aqueles que não escreviam c nem liam -  caracteres reconhecidos pelos europeus -  não tinham direito nem do seu próprio corpo, muito menos posse física de qualquer território. Assim a HISTORIA OFICIAL BRASILEIRA festejou o descoberta das cartas de Caminha. Diante do documento escrito nada valiam e nem valem a presença física, as tradições imateriais e materiais do indígena que chegaram ao território brasileiro milhares atrás. Contraditoriamente Portugal defendeu, quando lhe interessava o principio de “UTI POSSIDETIS IURIS” e que foi aceito pelas cortes internacionais.

 

UTI POSSIDETIS IURIS.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Uti_possidetis

 

DERRUBADA dos PELOURINHOS

http://www.poder-originario.com/news/derrubada-dos-pelourinhos-/

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode