“SER ALIADO NÃO é ser COLÔNIA - SER AMIGO NÃO é SER PUPILO”

02/01/2014 08:05

 

A condenação do COLONIALISMO e da ESCRAVIDÃO estão  presentes nestas duas distinções realizadas, há duzentos anos atrás, por Hipólito José da Costa. Quando buscou de forma pacifica, coletiva e de maneira planejada a declaração formal de sua soberania o Brasil teve de apreender a fazer estas distinções. Sem esta distinção e o alinhado do PODER ORIGINÀRIO BRASLEIRO nesta direção ainda seria dirigido pelo mais crasso arbítrio, pelo centralismo,  por poucas mentes “iluminadas” e por mãos vorazes sobre  as riquezas que pertencem a todos.  Nos dias atuais  qualquer descuido o COLONIALISMO e a ESCRAVIDÃO estão redivivos e se dizem  presentes.

O CORREIO BRAZILIENSE, VOL. XII. Nº 68 janeiro de 1814 publicava no seção  “Miscellanea”, página 141  as suas “Reflexoens sobre as novidades deste mez no BRAZIL”

 

CORREIO BRAZILIENSE de janeiro de 1814

http://www.brasiliana.usp.br/bbd/handle/1918/060000-068#page/1/mode/1up

Contato

Poder Originário

prof.cirio.simon@gmail.com

Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100

SEM TELEFONE

Pesquisar no site

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode